1 de outubro de 2017

Outubro é mês de...

Yum

Bem-vindo outubro!
Aqui está ele, o mês que consagra a chegada do outono.
Acabou o Verão, a rotina está instalada e a normalidade regressou às nossas vidas. Um mês tranquilo, mas cheio de coisas para fazer, dentro ou fora de casa.
Já não apetece tanto saladinhas frias e sumos refrescantes, estamos de volta aos legumes no forno e às sopas, ao cozinhar em família e de regresso ao forno!
Outubro cheira a fumo, a castanha assada! que saudades delas! …
Faz-me falta sentir o cheiro a terra molhada das primeiras chuvas de outono! Onde anda a chuva?... sim eu sei que a chuva é incómoda, raros são os que gostam dela, mas começa a ser premente que chova. E o cheirinho a terra molhada também é bem-vindo 😊

O mês de outubro é abundante em frutos e vegetais. Temos as abóboras (a escolha fabulosa do ano passado), as romãs, as uvas, as castanhas, os frutos secos, os diospiros, as acelgas, os agriões, a beterraba, as couves, os espinafres… tantos e tão bons!

Apesar do leque enorme de possíveis escolhas, confesso que este mês não foi difícil a eleição do Ingrediente do Mês. A escolha recaiu sobre um fruto que adoro, que acho lindíssimo e que marca claramente o outubro. Vamos ter o mês da Romã!



E assim, deixo de novo o convite: juntem-se a mim, e até ao último dia do mês de outubro, inclusive, tragam uma receita, talvez aquela que tantas vezes tem ficado em lista de espera, ou aquela que repetem vezes sem conta nas vossas cozinhas sem que lhe tivessem dado o devido destaque, ou a outra que é de família, a que tem um segredo, aquela que desperta memórias… A única regra é que tenha Romã e a destaque e valorize enquanto ingrediente!
Deixem o link da vossa receita nos comentários desta publicação, para que a vossa receita apareça no Round Up final. Se não tiverem blogue podem enviar-me um mail com a receita e uma foto e eu farei a sua publicação, com os devidos créditos.
Poderão também identificar a vossa receita com a hashtag #martaingredientofthemonth!

Espero que gostem da escolha e se sintam muito inspirados a criar receitas com o ingrediente escolhido! Agora, mãos às colheres de pau e boas receitas!






Romã
A romã é o fruto da romãzeira (Punica granatum), fruto vulgar no mediterrâneo oriental e médio oriente onde é tomado como aperitivo, sobremesa ou em bebida alcoólica.
A romã tem uma casca dura e lembra uma laranja de cor vermelho-dourada, com muitas sementes. Cada semente está imersa em uma polpa vermelha de sabor agradável e refrescante.

Por trás dos bagos vermelhos e rosados de sabor agridoce está um fruto exótico que tem imensas propriedades benéficas para o organismo e, por conseguinte, para a saúde.

É na polpa, formada por sementes em forma de cápsulas translúcidas que se encontram a maioria dos nutrientes e compostos benéficos da fruta. Rica em ácidos graxos, a romã beneficia de forma especial o sistema cardiovascular, diminuindo o colesterol ruim, fortalecendo as paredes internas dos vasos e evitando, assim, os temidos infarto e derrame.



Além de proteger as nossas artérias, a romã também possui substâncias que tem poder de barrar algumas moléculas que danificam a estrutura celular e desencadeiam o cancro. Estudos comprovam que essa propriedade se dá pela presença de três ácidos: gálico, elágico e protocatequínico, além de doses concentradas de antocianinas, que são substâncias reconhecidamente anticancerígenas e são as responsáveis pela cor avermelhada da sua polpa.

Também são atribuídos à romã poderes de emagrecimento, antioxidante, o que previne o envelhecimento precoce e evita diversas doenças e o poder anti-inflamatório.

Mesmo sendo tão benéfica, a romã não deve ser consumida em excesso, pois alguns de seus componentes podem prejudicar a absorção de nutrientes e pode causar algum desconforto gástrico.

A fruta pode ser consumida in natura, pois é muito saborosa, também pode ser preparado um sumo com sua polpa e pode ainda, ser acrescentada a saladas e molhos, só que, nesse último caso, não deve ficar muito tempo em cozimento, pois perde suas propriedades.



Dada a baixa produção nacional de romã (praticamente circunscrita à zona do Algarve, segundo o observatório dos mercados agrícolas e das importações agro-alimentares), a grande maioria das romãs que se consomem em Portugal são provenientes de Espanha, em particular, da região da Andaluzia, que produz algumas das variedades mais sumarentas e nutritivas.

As melhores são as maiores e as mais pesadas, com uma casca firme e acastanhada. Mas se encontrar romãs originárias do Afeganistão, de tom vermelho muito vivo e com, pelo menos, 10 cm de diâmetro, não hesite. São conhecidas como as melhores romãs do mundo!

A romã é considerada uma infrutescência, símbolo da fecundidade e da fertilidade uma vez que possui uma grande quantidade de sementes. Originária da Pérsia ou do Irã, considerada uma relíquia sagrada da natureza, a romã é utilizada desde a antiguidade e simboliza o amor, a vida, a união, a paixão, o sagrado, o nascimento, a morte e a imortalidade.
Na Ásia a romã está associada aos órgãos genitais femininos, e por isso, é o símbolo de desejo e a sexualidade feminina. Na Índia, muitas vezes, as mulheres tomavam o suco de romã, a fim de assegurar a fertilidade e combater a esterilidade.
Note que a romã possui 613 sementes, tal qual os 613 mandamentos ou provérbios judaicos chamados de “Mitzvots”, presentes no livro sagrado, a Torá. Dessa forma, na tradição judaica, no feriado chamado “Rosh Hashanah”, dia em que começa o ano judaico, é comum consumir romãs, símbolo de renovação, fertilidade e prosperidade.
No Cristianismo, a romã simboliza a perfeição divina, o amor cristão e a virgindade de Maria, mãe de Jesus. Fruto divino, na Bíblia, as romãs surgem em algumas passagens e estavam esculpidas no Templo de Salomão, em Jerusalém. Na tradição católica, a romã é consumida no Dia de Reis, 6 de janeiro.

Fontes:
Wikipédia

7 comentários:

  1. Belíssimo fruto mas que raramente dou uso ou compro. A ver se me lembro e se faço alguma coisa pois não tenho conseguido participar.

    Beijinhos,
    Clarinha
    https://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2017/10/dia-um-na-cozinha-e-strudel-de-uva-e.html

    ResponderEliminar
  2. Querida Marta, este mês não é para mim, embora ache a romã muito bonita não lhe consigo achar graça por isso nunca fiz nada com ela e nem acho que alguma vez o vá fazer. Mas no final do mês volto para espreitar todas as sugestões. :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Inês,
      a romã é um fruto que se adora ou se detesta! percebo perfeitamente linda. Quem sabe para o proximo mês já será mais ao teu agrado :)
      Beijocas grandes e obrigado
      Marta

      Eliminar
  3. Olá Marta. Aqui fica a minha participação no mês da romã :) Espero que gostes.
    Beijinhos
    https://happylifeinthekitchen.blogspot.pt/2017/10/camembert-assado-com-creme-de-tamaras-e.html

    ResponderEliminar
  4. Marta querida,
    Aqui fica fica a minha primeira sugestão com romã. Espero trazer-te ainda mais duas que tenho marcadas.

    https://lemonandvanilla.blogspot.co.uk/2017/10/burrata-with-burnt-oranges-pistachios.html#more

    Beijinho linda,
    Lia

    ResponderEliminar
  5. Marta
    Aqui vai uma sangria de romã para as iguarias da tua mesa.
    Beijinho
    Ana
    https://acozinhadaanikasblog.wordpress.com/2017/10/10/sangria-de-roma/

    ResponderEliminar
  6. Marta minha linda,
    Acabadinha de publicar, aqui fica a segunda sugestão do mês.

    https://lemonandvanilla.blogspot.co.uk/2017/10/pomegranate-and-chocolate-cake-bolo-de.html

    Beijinhos e bom fim de semana,
    Lia

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...