14 de dezembro de 2014

Torricado de Bacalhau

Esta é sem dúvida uma versão muito citadina do tradicional e rústico prato torricado de bacalhau, receita típica da minha região.
Quando o meu marido me viu a tirar as fotos, a sua primeira reacção foi: “Tens noção que se um ribatejano ver esta foto, vai-se benzer 3 vezes, não tens? Torricado de pão de forma?..... humm…”
Certo é, que os mais puristas olhariam para este prato e não o considerariam torricado, até mesmo eu me encaixo nesse perfil… mas neste dia apetecia-me torricado, e da vontade, e do que havia em casa se fez um torricado, e todos lamberam os dedos. Ponto final.
O tradicional torricado faz-se de pão casqueiro, cortado ao meio, em cada metade faz-se uns cortes, é regado com azeite, e torrado directamente na brasa. Depois de já torrado, é esfregado com bastante alho e salpicado com sal grosso, e acompanhado com o bacalhau.
Esta é certamente uma receita, para os que, por um dia estão dispostos a esquecer calorias, gorduras, e mais umas quantas coisas que se possam lembrar e que não são saudáveis…mas se conseguirem esquecer isso, ainda que seja só por um dia, então provem torricado. Uma receita simples e divina.



Ingredientes (4 pessoas):
3 a 4 postas de bacalhau, dependendo do tamanho
4 a 8 fatias grossas de pão, de preferência de véspera
1 cabeça de alho, cortada ao meio
Azeite
sal

Preparação:
Asse as postas de bacalhau na brasa ou no forno, previamente regadas com um pouco de azeite.
Faça uns cortes no pão, de modo a criar uns losangos, regue com azeite e torre na brasa ou no forno. Quando já estiver lourinho, retire e esfregue muito bem com a cabeça de alho, previamente cortada ao meio. Esfregue mesmo muito bem, e quanto mais quente o pão estiver melhor. No final salpique com umas pedrinhas de sal grosso.
Se quiser asse também a cabeça de alho e sirva a acompanhar.
Parta as postas de bacalhau em lascas grandes, e sirva com o pão.


Nota: Neste tipo de receita, a qualidade dos ingredientes é essencial. Recomendo que, quer o bacalhau quer o azeite, sejam de excelente qualidade.

8 de dezembro de 2014

Broas de Batata Doce

Estas broas vieram directamente do caderninho de receitas da minha sogra. São as broas que mais gosto, a seguir às broas de mel.
Ficam muito fofinhas, e de sabor são uma delícia.
Embora a receita renda muitas broas, vão ver que elas desaparecem rapidamente!



Ingredientes (cerca de 80 und.)
1Kg de Batata Doce
1Kg de Farinha de Trigo Branca de Neve, sem fermento
600g de Açúcar
200g de Manteiga
5 Ovos
50g de Fermento Fresco
Frutos secos a gosto
2 c. chá de Erva Doce em pó
2 c. chá de Canela em pó
sal q.b.
Raspa de 1 Limão grande
Raspa de 1 Laranja pequena
Gema de Ovo para pincelar (cerca de 3 a 4 gemas)



Preparação:
Coza a batata-doce em bastante água. Depois de cozida pele e desfaça-a com um garfo, ainda quente, juntamente com a manteiga. Acrescente os restantes ingredientes e amasse muito bem até obter uma massa bem homogénea. Deixe a massa descansar durante pelo menos 2 horas, tapada e num local morno e sem correntes de ar (dentro do forno ou do micro-ondas, por exemplo).
Depois tenda pequenas bolinhas (do tamanho de um ovo pequeno), pincele com gema de ovo e leve ao forno, pré-aquecido a 210ºC, a cozer até que estejam bem douradinhas.


Dica: Para ser mais fácil tender as broas, molhe as mãos, retire o excesso de água e de seguida então forme bolinhas de massa, rolando pequenas quantidades de massa entre as palmas das mãos; desta forma a massa não se agarra tão facilmente às mãos. Repita esta operação quantas as vezes que achar necessário.

7 de dezembro de 2014

Pão de Cereais

Não consigo resistir ao cheiro do pão acabado de sair do forno...parti-lo com a côdea ainda a crepitar, barrar manteiga, e comê-lo ainda a fumegar...
Simplesmente pecaminoso....




Ingredientes:
400g de Farinha de Trigo T65
200g de Farinha de Trigo T110
70g de Fermento Biológico Fresco
350g de Água, morna
1 c. de chá de Sal
75g de Sementes de Linhaça
75g de Sementes de Sésamo
100g de Flocos de Aveia


Preparação:
Dissolva muito bem o fermento na água. Coloque a farinha, as sementes de linhaça e de sésamo, e o sal numa tigela. Adicione a água com o fermento e envolva até obter uma pasta. Retire da tigela e amasse numa bancada polvilhada com farinha cerca de 15 minutos.
Depois de amassar, deixe a massa repousar cerca de 30 minutos à temperatura ambiente e tapada com um pano húmido e quente.
Molde os pães com o formato que mais gostar e molhe a superfície com água. Em seguida envolva-os nos flocos de aveia, de forma a ficarem totalmente cobertos.
Deixe levedar de novo, tapados com um pano, durante mais cerca de 30 minutos.

Faça cortes com uma faca na superfície e coza em forno pré-aquecido a 200ºC cerca de 20 a 30 minutos.


2 de dezembro de 2014

Salmão com Esmagada de Batata e Azeitona Preta

Salmão é um peixe que apreciamos bastante cá em casa. As crianças gostam não só do sabor como do facto dos lombinhos não terem espinhas. E eu, aliada a essas razões todas, gosto particularmente da sua cor.

Visualmente é um peixe deslumbrante, não acham?



Ingredientes (2 pessoas):
2 Batatas grandes
2 Lombos de Salmão
2 dentes de Alho grandes
Flor de Sal aromatizada com Alecrim, q.b.
50g de Azeitonas Pretas, descaroçadas
Sumo de ½ Limão pequeno
1 c. chá de Oregãos, secos
Sal q.b.
Azeite q.b.



Preparação:
Tempere os lombos de salmão com a flor de sal e deixe marinar um pouco.
Pré-aqueça o forno a 210ºC.
Descasque as batatas e leve a cozer em água temperada de sal. Escorra a água, e com a ajuda de um garfo, esmague-as grosseiramente. Reserve tapado.
Pincele com um pouco de azeite um tabuleiro de forno e disponha os lombos de salmão. Leve ao forno a assar durante cerca de 15 a 20 minutos.
Leve ao lume um tachinho pequeno com um pouco de azeite, deixe aquecer, e junte os dois dentes de alho esmagados, com um esmagador próprio ou picados finamente. Deixe alourar o alho ligeiramente e de seguida junte a batata esmagada. Reduza o lume e envolva bem. Adicione as azeitonas pretas previamente trituradas, os orégãos e o sumo de limão e envolva muito bem.

No prato de servir coloque um pouco da esmagada de batata e coloque o lombo de salmão em cima. Se quiser regue com um fio de azeite, e sirva bem quente.

30 de novembro de 2014

Trança Doce de Frutos Secos e Geleia de Romã

Hoje foi dia de decorações de Natal. A árvore já tem luzinhas e lacinhos e anjinhos, todos colocados pelo mais pequenote da família. As meias já estão na lareira. Por aqui e ali foram colocadas decorações que nos lembram que as festividades começaram.

E por isso, hoje trago uma proposta vistosa para a mesa de Natal, uma receita para os mais gulosos e quem sabe uma alternativa ao bolo-rei.



Ingredientes:
Massa
450g de Farinha de Trigo T55
150ml de Leite, morno
25g de Fermento Biológico Fresco
90g de Açúcar
80g de Manteiga, à temperatura ambiente e partida em pedacinhos
1 pitada de Sal fino
1 c. chá de essência de Baunilha
2 Ovos
Recheio
50 de Açúcar
30g de Margarina Líquida
50g de Amêndoa, granulada
50g de Noz, partida grosseiramente
30g de Pinhões
Decoração
20g de Açúcar em pó
1 c. chá de sumo de Limão
Geleia de Romã, q.b.
Bagos de Romã, q.b.



Preparação:
Comece por dissolver o fermento no leite morno. Numa taça junte todos os restantes ingredientes para a massa, adicione o leite, e amasse até obter uma massa homogénea.
Tape o recipiente com um pano e deixe a massa levedar até quase duplicar de volume.
Prepare o recheio, misturando muito bem o açúcar e a margarina, e depois acrescentando os frutos secos e envolvendo bem. Reserve.
Estenda a massa, numa superfície bem enfarinhada, até obter um rectângulo com cerca de 40x30cm.
Distribua o recheio pela superfície da massa, e enrole a partir de um dos lados mais compridos. Corte o rolo ao meio no sentido do comprimento, e depois entrelace as duas metades entre si, mantendo a face do corte para cima, e comprima as extremidades.
Coloque a trança num tabuleiro, forrado com papel vegetal ou folha de silicone, tape novamente com um pano, e deixe levedar outra vez, cerca de 30 minutos.
Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Pincele a trança com ovo batido, e leve ao forno durante cerca de 25/30 minutos.
Retire do forno e deixe arrefecer em cima de uma grade.
Numa tacinha junte o sumo de limão e o açúcar em pó e envolva muito bem.
Pincele a trança com o glacé, e decore com uns fios de geleia de romã (usei uma seringa). Para finalizar decore com uns bagos de romã.

Veja a receita de geleia de romã aqui.

23 de novembro de 2014

Esmagada de Batata e Couve

Esta receita é perfeita para acompanhar carne ou peixe grelhado. Uma forma diferente de saborear as nossas couves portuguesas.



Ingredientes (2 pessoas):
4 folhas de couve, sem talos
2 Batatas médias
1 dente de alho grande, descascado
2 c. sopa de Azeite
sal e pimenta a gosto

Preparação:
Lave muito bem as couves e as batatas. Corte as couves em juliana e leve a cozer num tacho com água temperada de sal. Noutro tacho leve também a cozer as batatas com pele. 
Depois dos vegetais cozidos, escorra a água a ambos, e pele as batatas. Esmague-as grosseiramente com a ajuda de um garfo. 
Numa caçarola, coloque o azeite a aquecer e junte o alho muito bem picado, e deixe alourar ligeiramente. De seguida junte as couves e as batatas e envolva muito bem. Salpique de pimenta e retifique de sal, se necessário.
Retire do lume e envolva mais um pouco, até que a mistura esteja homogénea.
Sirva bem quente!

16 de novembro de 2014

Bolo de Nozes

Este bolo é sucesso garantido. Uma proposta bem outonal e uma saborosa receita, já a pensar na mesa de Natal.



Ingredientes:
5 Ovos
150g de Açúcar
150g de Nozes moídas
150g de Farinha de Trigo T55
10g de Fermento Químico em pó
Doce de Abóbora q.b.
metades de Nozes q.b.
Canela em pó q.b.
Açúcar em pó q.b.

Preparação:
Junte o açúcar com as gemas e bata até o açúcar se dissolver.
Adicione as nozes moídas, a farinha e o fermento, e mexa até obter uma mistura homogénea.
Bata as claras em castelo e envolva delicadamente ao preparado anterior, fazendo suaves movimentos circulares.
Forre um tabuleiro com papel vegetal untado com manteiga e verta a massa do bolo.
Leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC, por cerca de 20 minutos, ou até que esteja cozido. Não deixe cozer demasiado, porque o bolo tem tendência a ficar seco.
Retire do forno e deixe arrefecer numa rede.
Corte em quadrados, polvilhe de açúcar em pó e canela.
Sirva com um pouco de doce de abóbora por cima e decore com as metades de noz.

Fonte: Revista Continente Magazine
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...