28 de junho de 2015

Gelado de Mirtilo // Blueberry-sour cream Ice Cream



Hoje trago mais uma receita para o projecto de Dorie às Sextas, e a proposta desta quinzena é bem fresquinha!
Um gelado com uma cor deslumbrante, e que me agradou especialmente. Caí na patetice de dizer aos mais novos que era gelado de mirtilo, e eles mesmo sem nunca terem comido o fruto, já não quiseram provar o gelado... mirtilo...soa esquisito.... não...não quero provar...
Que pena, assim vou ter de o comer sozinha :)  





Blueberry-sour cream Ice Cream
receita retirada do livro Baking pág. 434 de Dorie Greenspan
(tradução de Susana Figueiredo)

Ingredientes:
1 chávena de chá de mirtilos (frescos ou congelados. Se for dos congelados, descongelar e escorrer bem)
1/3 chávena de chá de Açúcar
1 pitada de sal
Raspa e sumo de 1/4 deLlimão ou Lima (ou mais sumo a gosto)
3/4 chávena de chá de Natas
3/4 chávena de chá de Natas Azedas

Preparação:
Colocar os mirtilos, o açúcar, o sal e o limão num tacho médio e cozinhar em lume médio mexendo sempre até a mistura ferver e as bagas amolecerem, durante cerca de 3 minutos.
Triturar a mistura até ficar um puré homogéneo, durante cerca de um minuto (nunca irá ficar completamente suave, o que é normal).
Juntar as natas e as natas azedas e bater até estarem misturadas.
Provar e, se necessário, juntar mais açúcar ou sumo de limão.
Deitar numa taça e refrigerar até estar bem fresco.
Deitar na máquina de gelados e seguir as instruções do fabricante.
Quando estiver pronto, levar ao congelador por duas horas.



Nota: Se não tiver máquina de fazer gelados, leve a mistura ao congelar e mexa de 2 em 2 horas, pelo menos umas 3 vezes até deixar congelar totalmente.

21 de junho de 2015

Salada de Polvo com Feijões


Uma salada bem fresquinha para saudar o Verão!



Ingredientes (4 pessoas):
1 Polvo, com cerca de 1kg
1 Cebola
3 dentes de Alho
1 folha de Louro
1 c. café de Pimenta Preta em Grão
Sal Marinho q.b.
4 Batatas , pequenas
400g de Feijão-frade, cozido
250g de Feijão-verde Redondo
1 Pepino, pequeno
4 Ovos
Azeite e sumo de Limão, q.b.
10 hastes de Cebolinho fresco
Flor de Sal e Pimenta recém moída


Nota: A preparação desta receita deve ser feita com alguma antecedência, para que todos os ingredientes possam estar bem frescos na altura de servir.





Preparação:
Coloque o polvo num tacho, com a cebola descascada e cortada em 4 pedaços, os dentes de alho esmagados, a pimenta em grão  e a folha de louro, sem adicionar água (O polvo vai cozer na sua própria água). Regue com um fio de azeite, salpique com um pouco de sal marinho, e leve ao lume, muito baixo, até que esteja cozido, o que deve demorar cerca de 30 a 45 minutos.
Lave muito bem as batatas e leve a cozer com a casca. Despois escorra a água e pele-as. Corte em pedaços e reserve no frio.
Arranje o Feijão-verde, cortando as pontas e lavando muito bem. Num tacho coloque água para ferver, temperada com um pouco de sal marinho, e quando estiver a borbulhar coloque o feijão-verde. Deixe cozer por cerca de 7 a 10 minutos. Escorra de imediato e passe por água fria. Corte aos pedaços e reserve no frio.
Coza os ovos. Depois de cozidos passe-os por água fria, retire a casca e reserve no frio.
Lave bem o pepino e retire parcialmente a casca, deixando tiras finas ao longo do legume. Corte-o ao meio no sentido do comprimento, e retire as sementes. Corte cada metade ao meio, novamente pelo comprimento. Corte às tiras, e reserve também no frio.
Quando o polvo estiver cozido, corte-o em pedaços, e refresque-o.
Na altura de servir, junte o polvo, o pepino, a batata, o feijão-verde e o feijão-frade.
Esmague os ovos, com a ajuda de um garfo, e junte ao polvo.
Corte finamente o cebolinho e junte também.
Tempere com um pouco de flor de sal e pimenta acabada de moer. Regue com um fio de azeite e sumo de limão a gosto.
Misture delicadamente todos os ingredientes, e sirva a salada bem fresca.

14 de junho de 2015

Couscous de Pescada

Gosto muito de Couscous. A primeira vez que comi foi numa receita que a minha cunhada faz muito bem, Taboulé. Raramente faço porque os miúdos não apreciam.
Mas aqui há dias, tive um pouco mais de tempo, e acabei por fazer couscous para os adultos e uma refeição mais consensual para os mais jovens.
É um prato ideal para os dias quentes que aí vêm, fresco, delicioso, saudável e muito simples de preparar.





Ingredientes (2 pessoas):
200g de Couscous
200ml de Água, da cozedura do peixe
1 dente de Alho, esmagado
1 Folha de Louro
2 postas de Pescada
Sal e Pimenta, a gosto
2 c. sopa de Azeite
½ Limão, raspa e sumo
2 c. sopa de Coentros, picados

Preparação:
Coza as postas de pescada em água temperada de sal, e com o dente de alho e a folha de louro. Quando estiverem cozidas, apague o lume e junte as delícias do mar, e deixe durante cerca de 3 minutos. (Isto no caso de estarem congeladas. Caso já estejam descongeladas não precisa de as juntar à água.)
Escorra a água da cozedura do peixe, reservando 200ml ainda bem quente.
Numa taça coloque o couscous e adicione a água que reservou do peixe. Tape e deixe o couscous hidratar por cerca de 10/15 minutos. Mexa com um garfo para soltar os grãos e obter uma mistura solta e homogénea.
Retire a pele e as espinhas à pescada e desfie grosseiramente. Desfie também as delícias do mar e reserve.
Quando o couscous estiver pronto, junte a pescada e as delícias do mar. Tempere com o azeite, o sumo e a raspa do limão. Rectifique de sal se necessário, e junte uma pitada de pimenta.

Envolva delicadamente, salpique com os coentros e sirva fresco.

31 de maio de 2015

Bolachas de Manteiga de Amendoim e Aveia (com Pedaços de Chocolate ou não…)

Hoje a receita é mais uma das propostas da Dorie.

Como já nos vem habituando, as receitas da Dorie são sempre uma delícia e raramente nos deixam ficar mal, mas confesso que, de as que já fiz, esta terá sido a que menos me agradou. Mas felizmente foi só a mim, porque os restantes elementos da família teceram rasgados elogios. Por isso, como tudo na vida, é uma questão de gostos. Posso dizer que me agradou bastante o facto de serem crocantes.

Foi também a primeira vez que provei ou usei manteiga de amendoim. Tinha a ideia de que  era excessivamente doce... e embora o sabor não me tenha encantado, agradou-me o facto de afinal não ser assim tão doce. Mas foi o aroma que me deixou rendida, principalmente enquanto as bolachas estavam no forno. Se fosse só pelo cheirinho teria comido todas sozinha!

Fiz algumas alterações à receita original: acabei por não colocar o chocolate, e coloquei uma colher de café de gengibre em pó, para cortar um pouco do doce.
Usei um cortador redondo de massa para moldar as bolachas, porque a massa esfarelava-se muito o que dificultava a tarefa de fazer bolachas redondas.... Então coloquei uma colher de sopa de massa dentro do cortador e com os dedos espalmei a massa.

E agora a receita, espero que gostem :)




Chunky Peanut Butter and Oatmeal Chocolate Chipsters receita retirada do livro Baking pag.73 de Dorie Greenspan
(tradução de Susana Figueiredo)

Bolachas de Manteiga de Amendoim e Aveia (com Pedaços de Chocolate ou não…)

Ingredientes:
3 chávenas de flocos de aveia
1 chávena de farinha
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
2 colheres de chá de canela
1/4 colher de chá de noz moscada ralada
1/4 colher de chá de sal
225 gramas de manteiga sem sal à temperatura ambiente
1 chávena de manteiga de amendoim (com ou sem pedaços)
1 chávena de açúcar branco
1 chávena de açúcar amarelo
2 ovos grandes
1 colher de chá de extrato de baunilha
255 gramas de chocolate picado em pedaços pequenos (ou 1,5 chávenas de pepitas de chocolate)




Preparação:
Colocar duas grades no forno, dividindo em terços. Pré-aquecê-lo a 175ºC e forrar 2 tabuleiros com papel vegetal ou tapetes de silicone.
Misturar a aveia com a farinha, o bicarbonato, as especiarias e o sal.
Numa taça grande, bater a manteiga com a manteiga de amendoim e os dois açúcares em velocidade média até estar suave e cremoso. Juntar os ovos, um de cada vez, batendo 1 minuto entre cada adição, e juntar depois a baunilha, continuando a bater. Reduzir a velocidade para o mínimo e juntar lentamente os ingredientes secos, batendo apenas até estarem misturados. Juntar os pedaços de chocolate. Se possível, refrigerar a massa durante duas horas para fazer bolachas mais perfeitas, retirando a massa com uma colher, fazendo uma bola com as mãos e colocando-as no tabuleiro com 5 cm de distância entre elas e pressionando-as gentilmente com a palma da mão até terem cerca de 1,25 cm de altura; se não for possível esperar, deitar apenas as colheradas de massa nos tabuleiros com 5 cm de distância entre elas.
Levar ao forno durante 13-15 minutos, rodando os tabuleiros e trocando-os em altura ao fim de 7 minutos. Deverão ficar douradas e apenas firmes nas extremidades e deverão ser retiradas dos tabuleiros com uma espátula para arrefecerem. Repetir o processo com a restante massa.

25 de maio de 2015

Risotto de Favas com Chouriço

Não gosto de favas. Nunca gostei.

Ou pelo menos, eu achava que não gostava de favas.
Não até provar este risotto.

Encontrei a receita que me fez fazer as pazes com Favas.



Ingredientes (2 pesssoas):
Caldo*
1 rama de Alho Francês
1 Cenoura
1 Tomate pequeno, bem maduro
1 Caldo Knorr de Galinha
Sal q.b.
Rizzotto
1 Cebola média, picada
2 c. sopa de Creme Vegetal
½ chávena de chá de Arroz Arbóreo
¼ Chouriço, de boa qualidade, cortado em cubos pequenos
250g de Favas, descascadas e peladas
Cerca de 7 a 8 conchas de sopa de Caldo
2 c. sopa de Coentros frescos, picados
Sal q.b.



Preparação:
Comece por fazer o caldo, levando todos os ingredientes ao lume numa panela com água temperada de sal, e deixe ferver pelo menos durante 30 minutos.
Filtre o caldo e reserve quente, ao lume, no mínimo.
Num tacho coloque o creme vegetal e a cebola picada. Leve ao lume a refogar, até que a cebola esteja translúcida. De seguida junte o chouriço e deixe cozinhar por uns 5 minutos.
Acrescente o arroz e deixe cozinhar durante cerca de 2 minutos, em lume brando, mexendo constantemente. De seguida acrescente uma concha de caldo, e deixe absorver o líquido. Vá acrescentando o caldo aos poucos; quando já não houver líquido à superfície acrescente mais caldo, e volte a repetir sempre que o arroz já tenha absorvido o que acrescentou anteriormente. Tempere de sal e pimenta. Ajuste a intensidade do lume de modo a que o arroz ferva lentamente, mas sem que fique em ponto de ebulição. Deixe o arroz cozinhar, o que deve levar cerca de 20 a 30 minutos. A meio da cozedura do arroz junte as favas**, e envolva delicadamente.
O arroz no final de cozer deve ter uma textura cremosa.
Polvilhe com os coentros, e sirva de imediato.

* Use os vegetais que desejar, quanto mais rico for o caldo mais saboroso ficará.

** As favas ficaram “al dente”, caso goste delas mesmo muito bem cozidas sugiro que as acrescente logo no início da cozedura do arroz. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...