31 de agosto de 2017

Bolo de Lima, Limão & Gengibre {Lemon-Lime & Ginger Cake}

Yum

É um pouco redundante e desinteressante continuar a falar da sensação que os dias passam a uma velocidade supersónica, eu sei. Mas é tão intensa a sensação e o reflexo é tão visível que é impossível não voltar a falar do tema.
Sim o agosto passou a correr. Sim a moleza e a descontração foram gigantes. Sim o tempo foi investido quase todo em passeios e saídas. Mas, apesar de algum peso na consciência, foi preciso deixar fluir o tempo. EU precisava. A minha família precisava. De tempo. De partilhas.
Este mês, se não fosse a vossa sempre assídua e generosa presença na rubrica, a mesa seria um pouquinho (muito!) parca em iguarias. A minha contribuição resume-se a uma única receita…. Nem no final do mês consegui cumprir a minha tradição de trazer um bolo com o ingrediente escolhido… bom esta afirmação não será inteiramente verdade… porque trago um bolo. Não é é um bolo com o ingrediente do mês ☺ mas que não deixa de ser especial. Foi um bolo que nasceu ao contrário. Comecei por pensar no topper… há muito que queria experimentar fazer macramé… o resultado final é uma tentativa muito desajeitada, eu sei, mas que me deu muito prazer a fazer e com o qual me sinto claramente satisfeita e feliz. E as conchinhas… as conchinhas trazem agarradas as memórias dos passeios matinais à beira-mar, de umas férias curtas mas fabulosas. Por isso este topper é especial. Muito especial. Para mim.
Ainda a pensar no verão, nos seus sabores e cores, achei que combinaria bem com o meu topper, um bolo  fresco e aromático. Escolhi por isso os cítrinos.


Assim, deixo-vos com o meu bolinho de Lima-Limão & Gengibre.






Ingredientes para o Bolo:
250g de Manteiga sem Sal, amolecida
250g de Farinha de Trigo
250g de Açúcar
1½ c. chá de Fermento Químico
¼ c. chá de Sal Fino
2 c. sobremesa de Gengibre em Pó
4 Ovos, à temperatura ambiente
Raspa de 2 Limões
Raspa de 2 Limas

Preparação do Bolo:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Unte com manteiga e forre o fundo com papel vegetal de duas formas redondas de Ø10cm.
Peneire a farinha, o fermento, o gengibre em pó e o sal para uma tigela, e reserve.
Noutra tigela, e usando uma batedeira elétrica, bata a manteiga, o açúcar, a raspa dos limões e das limas, até obter uma mistura fofa e pálida. De seguida adicione os ovos, um a um, adicione o seguinte só depois do anterior estar bem misturado.
Depois, usando uma colher de pau, adicione a farinha, envolvendo delicadamente.
Distribua a massa pelas formas preparadas e leve ao forno, durante cerca de 40 minutos, ou até que um palito inserido no centro do bolo saia sem massa agarrada.
Retire os bolos do forno e de imediato faça alguns furos em todo a superfície dos bolos, com um palito grande de madeira, e pincele-os com o xarope. Deixe dentro das formas por cerca de uns 10 minutos.
Depois desenforme, retire a folha de papel vegetal, e deixe arrefecer por completo em cima de uma rede.



Ingredientes para o Xarope:
Ingredientes:
Sumo 2 Limões
Sumo de 2 Limas
Sumo de 1 Pedaço de Gengibre Fresco com cerca de 2cm
50g de Açúcar

Preparação do Xarope:
Comece por ralar o pedaço de gengibre, sem pele, e depois esprema para obter o sumo.
Numa panela pequena junte todos os ingredientes e aqueça a mistura, em lume brando, só até que o açúcar se dissolver por completo. Barre os bolos com o xarope morno.



Ingredientes Lemon Curd:
Receita trazida do blog Sweet Gula
140g de Açúcar Amarelo
Raspade 1 Limão (só o vidrado)
100g de Sumo de Limão
60g de Manteiga
30g de Leite (2 c. de sopa)
2 Ovos
3 Gemas (reserve as claras para o buttercream)

Preparação do Lemon Curd:
Misture bem os ovos, as gemas, o leite, o açúcar e a manteiga.
Adicione a raspa e o sumo dos limões e cozinhe em lume médio, mexendo constantemente até engrossar. Passe por um coador de rede fina e deixe arrefecer.
Guarde no frigorífico, num frasco esterilizado, até usar.



Ingredientes para o Swiss Merengue Buttercream:
3 Claras de Ovo, à temperatura ambiente
230g de Manteiga amolecida (não é derretida!)
150g de Açúcar granulado
1 pitada de Sal
1 c. sopa de Extrato de Baunilha
algumas gotas de Corante Alimentar Azul

Preparação do Swiss Merengue Buttercream:
Nota: O buttercream convém ser feito numa batedeira automática, senão será um processo demorado e bastante cansativo.
Aqueça um tacho com água ao lume - não é preciso muita água, só o suficiente para criar vapor de água, e para que não toque no fundo da taça que vai usar para bater as claras. Na taça da sua batedeira junte as claras, o açúcar e o sal e coloque a taça sobre o tacho – lembre-se que a taça não pode tocar diretamente na água, senão irá cozer as claras. Mexa energicamente com uma vara de arames até o açúcar se dissolver.
Nota: se estiver a usar um termómetro as claras estarão no ponto para atingir os 140º. Sem o termómetro estão no ponto quando, ao esfregar os dedos com um pouco da mistura, já não se sentir os grãos de açúcar.
Transfira de imediato a taça para a batedeira, e comece a bater numa potência média-baixa, aumentando a potência gradualmente até ao máximo e bata as claras até que fiquem brilhantes e formem picos bem firmes, o que deve demorar cerca de 5 a 7 minutos. O tempo deste processo vai variar obviamente de acordo com a potência das vossas batedeiras. O importante é que o merengue fique bem firme.
Antes de juntar a manteiga a taça onde tem o merengue tem de estar completamente fria. Para acelerar o processo pode use um pano húmido ou um saco com gelo, enrolando-o à volta da taça da batedeira.
Quando a taça estiver fria ao toque, e numa velocidade média, adicione a manteiga aos poucos. Vá aumentando a velocidade gradualmente, até ao máximo. Deixe bater, sem parar, por cerca de 10-15 minutos, até obter um creme liso e macio.
Adicione a noz moscada, a canela e o gengibre e volte a bater para misturar.
Retire duas colheres de sopa, bem cheias, de buttercream para uma taça e junte corante alimentar azul. Mexa até estar bem misturado. Junte mais algumas gotas até obter a cor desejada.

Ingredientes para o Recheio:
150g de Mascarpone, à temperatura ambiente
150g de Lemon Curd, à temperatura ambiente

Preparação do Recheio:
Numa taça coloque o queijo mascarpone e, com uma vara de arames, bata até obter um creme macio e suave. Junte então o lemon curd e envolva até estar uma mistura homogénea.



Montagem:
Com o auxílio de um nivelador de bolos, corte o topo de cada bolo deixando a superfície uniforme. Divida cada bolo em duas partes iguais, de modo a que fique com 4 discos todos da mesma altura.
Espalhe um pouco de buttercream no prato onde vai servir o bolo. Este irá servir de cola.
Coloque um dos discos de bolo no prato ou base e, usando um saco de pasteleiro, faça dois anéis no topo exterior do bolo. Por cima destes dois anéis, faça outros dois anéis. No centro do bolo espalhe o creme de lemon curd, de modo a que não ultrapasse a altura dos anéis de buttercream, ou correrá o risco do creme verter para fora.
Sobreponha um segundo disco de bolo e comprima ligeiramente.
Volte a repetir a operação que realizou para o primeiro disco, e o mesmo para o terceiro disco de bolo.
Coloque no topo o quarto e último bolo.
Preencha os espaços vazios laterais do bolo com buttercream e, com uma espátula, alise-o o em toda a volta, até que o buttercream fique uniforme.
Espalhe um pouco de buttercream azul nas laterias do bolo e volte a alisar as laterais.


Decore o bolo a seu gosto.

3 comentários:

  1. Maravilhoso o teu bolinho Marta e com todos os sabores que amo de paixão.
    O tempo passado com a família e a alimentar a alma é precioso e por isso não te preocupes por não estares tão presente no blogue.
    Um beijinho e venha setembro.
    Lia

    ResponderEliminar
  2. Sim Marta tudo o que tem significado para nós é sempre especial fica no coração e é lá que iremos buscar para nos reconfortar naqueles dias menos bons da nossa vida. O suiss Merengue com o gengibre, canela e nozmoscada comia-o á colherada sem dúvida. Só me resta repetir que bolo está muito bonito com o seu topper cheio de significado.
    Até Setembro!
    Beijocas 😘
    Ana http://acozinhadaanikasblog.wordpress.com

    ResponderEliminar
  3. Mal vi as conchas a minha cabeça remeteu-se imediatamente para o mesmo mês de Agosto, e os outros meses de Agosto, anos e anos de Agostos a apanhar conchinhas, primeiro a dois, depois a três. Tenho uma colecção enorme, já dividida por duas casas, e parece que a cada ano que passa, ela teima em crescer, mas todas as conchas trazem recordações agarradas, momentos especiais, uma nostalgia boa, daquelas mesmo doces e que deixam sorrisos rasgados nos lábios. O bolo está lindo, lindo, e até o macramé - coisa que eu realmente abomino looool - ficou especial aqui, e conferiu um je ne sais quoi a todo este post.
    https://bloglairdutemps.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...