31 de julho de 2017

Bolachas de Farinha Maizena {Maizena Cornflour Cookies}

Yum

Acabado o mês de julho, não vos trago como de hábito um bolo com o ingrediente do mês. Com grande pena não consegui. Esta última semana estive de férias, a única que tive este ano em família, e tentei desfrutar ao máximo o merecido descanso, deixando de lado as redes sociais e atividades ligadas ao blog.
Mas trago umas bolachinhas 😊  … de amido de milho. São bem simples de preparar, como eu gosto, e delicadas e bastantes fofinhas. Na minha opinião, a introdução de outra farinha, talvez de amêndoa, castanha, ou até mesmo de trigo, ajudaria a que ficassem mais saborosas. Embora sejam delicadas, acabam por se tornar um pouquinho maçudas no final. Mas ainda assim são bastante saborosas.
Desejo assim a todos um ótimo final de julho, e votos de umas ótimas férias para quem agora as inicia.


19 de julho de 2017

Neapolitan Baked Alaska

Yum

Mais uma edição do Sweet World e mais um docinho do mundo. Desta vez a sobremesa proposta foi o Neapolitan Baked Alaska. Além de visualmente linda, esta sobremesa é verdadeiramente deliciosa. Gostei muito, e acho que será uma sobremesa a repetir, até porque é relativamente fácil de fazer e tem a mais valia de surpreender quem é servido. Agradou-me o facto de podermos ajustá-la um pouco ao nosso gosto pessoal, no que diz respeito ao sabor dos gelados e até mesmo do bolo.
Optei por uma apresentação tipo torta (agradou-me esta em especial, e o site tem algumas dicas muito interessantes) e com a conjugação de sabores chocolate e café. Para mim foi uma aposta ganha, porque o sabor do café ajudou a suavizar o doce do bolo de chocolate e do merengue. Este último tenho de confessar foi uma alegre surpresa. Acho que é primeiro merengue que gosto! Ficou macio e não é exageradamente doce.
As únicas dificuldades que encontrei foram na construção da torta, porque à semelhança do que aconteceu com a Lia, o gelado começou a derreter mais rapidamente que o esperado o que dificultou um pouco a tarefa, e também na gestão de blogger de tirar a sobremesa a correr do forno, e tirar rapidamente as fotos do bolinho ainda inteiro e depois da fatiazinha da ordem, sem que tudo desmoronasse e virasse a bagunça total. Depois desse stress todo, felizmente ainda deu para conseguir desfrutar da particularidade da receita de ter o merengue morno e o contraste do gelado frio, o que é realmente maravilhoso e faz despertar as nossas pupilas gustativas.  
Queridas Lia e Susana, espero que gostem do meu Neapolitan Baked Alaska!



16 de julho de 2017

Castanhinhas {Chestnut Cookies}

Yum

Uma das mais valias de manter o blogue, além do enriquecimento pessoal, tem sido o prazer de conhecer algumas pessoas e/ou projetos que claramente marcaram a minha vida pela positiva. Duas dessas pessoas são o casal por detrás da marca Amálgama e do qual vos falei pela primeira vez aqui.
Felizmente a empresa vai ganhando o seu espaço, graças à garra, empreendedorismo e resiliência do casal e é claramente uma prova de que é possível, de que os sonhos são possíveis e estão ao nosso alcance. Não tenho a menor dúvida que eles já se questionaram inúmeras vezes se deveriam seguir em frente ou não, perante algumas (muitas) dificuldades que surgiram, mas a sua persistência, boa disposição e vontade de vencer tem aberto e criado algumas oportunidades e visibilidade….a visibilidade que eles precisam para que o seu produto ganhe o espaço merecido como marca portuguesa de prestigio e qualidade.
Gosto muito deles, não só pelas pessoas que são e com as quais tenho o prazer de privar, como também pela prova de superação e garra que representam.

E foi para eles, num jantar onde tive o prazer de os receber em minha casa, que fiz pela primeira vez estes bolinhos de castanha, elaborados com a sua farinha de castanha obviamente.
Já os fiz por três vezes. A primeira na receita que vos apresento primeiro. Como achámos todos que o sabor da castanha se destacaria muito mais se levasse menos açúcar fiz uma segunda vez onde retirei 20% da quantidade inicial ao açúcar, o que se refletiu sem dúvida numa melhoria de sabor. Numa terceira aventura, decidi tentar uma versão sem glúten, adicionando ainda a amêndoa e o cacau, o que se revelou uma união de sabores deliciosa. Acho que a castanha funciona muito bem com a amêndoa, e ainda melhor com o cacau, e por isso esta terceira versão foi a que mais me agradou.

Espero que se sintam inspirados a experimentar!

Espreitam o novo site da Amálgama e fiquem a conhecer não só o projeto mas também os produtos, bem como os rostos por detrás dele. Lá encontram também algumas sugestões de receitas com a farinha de castanha. Com muito orgulho algumas delas minhas! 😊

Desejo-vos o melhor, de coração, Sílvia e André.



E agora a receita…

12 de julho de 2017

Sopa de Milho {Corn Chowder}

Yum

Aqui há dias em conversa com um amigo, que vai seguindo as minhas aventuras culinárias, acabei por constatar que o meu blog de momento está muito mais dedicado aos doces do que às receitas salgadas. Houve efetivamente uma alteração de publicações, e essa constatação deixou-me um pouco pensativa. Continuo a cozinhar todos os dias, embora cada vez com menos empenho, engenho e arte, principalmente durante a semana e isso deve-se a meu ver principalmente porque chego cada vez mais tarde a casa e mais cansada, o que me leva a não ter grande vontade de cozinhar. Como só me dedico às receitas para o blog no fim de semana, tendencialmente tenho dedicado mais tempo aos doces, realmente…. E depois tenho de confessar que cada vez me dá mais gozo fazer bolinhos, bolachas e afins.
Mas, e numa tentativa de contrariar essa tendência, hoje trago uma receita que há muito queria experimentar: os famosos chowders. Para tal foi preciso sair claramente da minha zona de conforto. E muito. Sou adepta das nossas sopas bem tradicionais com feijão ou grão, couve e afins. Também gosto de uns cremes mais leves de feijão verde ou agrião, mas só para desenjoar das sopas mais fortes 😊  assim foi num acto de pura loucura que me lancei a fazer o meu primeiro chowder. E a provar. Sim porque também nunca tinha provado – o que me leva a não ter um ponto de referencia ou de comparação.  Se gostei? Sim. Se amei? Não.  Mas será sem dúvida uma receita a repetir com outros ingredientes.  Para esta primeira experiência recorri a uma receita de um mestre, o chef Jamie Oliver, numa versão dedicada ao nosso ingrediente do mês: o milho.
Aqui fica então!



9 de julho de 2017

Bolachas de Milho & Limão {Cornflour & Lemon Cookies}

Yum

Na minha casa as bolachinhas são sempre bem-vindas para acompanhar um cafezinho…
E estas têm uma textura tão delicada e fofa que tenho a certeza que vão desaparecer num piscar de olhos!



1 de julho de 2017

Julho é mês de...

Yum

E cá estamos nós no inicio de mais um mês.
Para muitos julho é o mês de férias! É o mês onde o verão assume o controle. Vivam os dias grandes e amenos, a praia e os gelados, as férias dos mais pequenos! É tempo de desfrutar, de aproveitar, de relaxar.
Este mês decidi trazer um ingrediente que adoro e que me faz lembrar verão, frescura e doçura. O Milho!

Milho verde, milho seco, farinha de milho, amido de milho, sêmola de milho, milho cozido, uma panóplia maravilhosa de produtos à nossa disposição para nos deixarmos inspirar por este alimento.




E assim, deixo de novo o convite: juntem-se a mim, e até ao último dia do mês de julho, inclusive, tragam uma receita, talvez aquela que tantas vezes tem ficado em lista de espera, ou aquela que repetem vezes sem conta nas vossas cozinhas sem que lhe tivessem dado o devido destaque, ou a outra que é de família, a que tem um segredo, aquela que desperta memórias… A única regra é que tenha Milho e o valorize enquanto ingrediente!
Deixem o link da vossa receita nos comentários desta publicação. Se não tiverem blogue podem enviar-me um mail com a receita e uma foto e eu farei a sua publicação, com os devidos créditos.
Poderão também identificar a vossa receita com a hashtag #martaingredientofthemonth!

Junho redondo,carnudo, sensual...

Yum

A cereja é uma fruta que simboliza juventude, doçura, sensualidade, fertilidade, efemeridade, pureza, inocência, fragilidade, felicidade, amor, esperança e nascimento.
Na nossa mesa simbolizou diversidade, partilha, arrojo, criatividade, doçura e beleza.
Que mesa fabulosa esta que as cerejas nos proporcionaram. É nos doces que tomam mais expressão, mas esta pequena amostra revela que a cereja é uma fruta que se destaca em qualquer receita que componha. Sem dúvida um fruto maravilhoso e apaixonante.

Mais uma vez um enorme obrigado a todos os que investiram um pouco do seu tempo para fazer parte deste leque maravilhoso de receitas.
Beijinhos enormes.

E agora hora de celebrar mais um mês maravilhoso: Bom Apetite!






Pequeno-almoço e Bebidas
1
O Bolinho de Sábado
2
A Cozinha da Anikas
3
Intrusa na Cozinha
4
Sugar Bites

Sopas, Entradas e Acompanhamentos
5
O Bolinho de Sábado

Diversos

6
O Bolinho de Sábado
7
Simply by Cristina
8
O Bolinho de Sábado
9
A Cozinha da Anikas

Pratos Principais

10
Sónia e a Cozinha

Sobremesas

11
O Bolinho de Sábado
12
Simply by Cristina
13
O Bolinho de Sábado
14
O Bolinho de Sábado
15
Basta Cheio
16
De Cozinha em Cozinha passando pela minha
17
O Bolinho de Sábado
18
Lemon and Vanilla
19
O Bolinho de Sábado
20
Sugar Bites
21
Simply by Cristina
22
Simply by CRistina
23
Sugar Bites
24
Simply by Cristina
25
A Cozinha da Anikas
26
Anasbageri
27
That cake sweet
28
Fast n’ Easy
29
O Bolinho de Sábado
30
Sabores do Ninho
31
Intrusa na Cozinha
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...