28 de outubro de 2013

Boleima

Yum
Detesto ir para a cozinha com pressa... raramente dá bom resultado... e ler as receitas na diagonal... pois...

Mas existem receitas que por mais voltas que lhe demos, são boas e pronto.

É o caso desta boleima... errei a quantidade de creme, a quantidade de açúcar, tive dificuldades sérias a amassar a massa... 

                                         mas o resultado... o aroma que ficou na minha cozinha, e o sabor..... o sabor é absolutamente fabuloso. Agora imaginem se tivesse feito bem!

Tenho de voltar a fazer esta receita e em breve.... 
                                      e de preferência com mais tempo  :)




Ingredientes (12 pessoas):
750g de massa de pão*
400g de Banha (usei creme vegetal)
500g de Açúcar Amarelo
Canela q.b.
50g de Miolo de Nozes
3 Maçãs
Banha para untar (usei creme vegetal)
Farinha para polvilhar

Preparação:
Amasse muito bem a massa de pão com a banha e com 200g de açúcar, polvilhando com mais farinha para não pegar.
Unte um tabuleiro com banha. Estenda metade da massa com a espessura de 2 cm e coloque-a no fundo do tabuleiro (este rectângulo de massa deve, de preferência cobrir todo o fundo e ficar um pouco levantado nas bordas do tabuleiro mas pouco). Ao estender a massa polvilhe-a com farinha para não se pegar.
Sobre esta camada de massa, espalhe 100g de açúcar, um pouco de canela e metade das nozes. Descasque as maçãs, tire-lhes os caroços, corte-as em fatias finas e espalhe-as certinhas sobre o açúcar. Sobre elas, espalhe mais 100g de açúcar, um pouco de canela e as nozes restantes.
Cubra com outra camada de massa e una-as bem em volta. Espalhe por cima o restante açúcar e volte a polvilhar com canela. Com a ponta de uma faca, divida a massa em rectângulos ou em los ângulos; estes golpes não devem atingir as maçãs-são só na camada superior da massa. Deixe levedar um hora ou pouco mais.
Leve a cozer em forno quente (o tempo de cozedura ronda os 40 a 50 minutos ou até um pouco mais, mas convém verificar com um palito). A massa deve ficar lourinha mas sem queimar.
Depois de cozida, retire a boleima e deixe-a arrefecer um pouco. Depois, acabe de cortar nos golpes que marcou e retire os rectângulos com cuidado.

* Massa de pão:
Ingredientes:
3dl de água tépida
8g de sal
25g de fermento de padeiro
500g de farinha de trigo

Preparação:

Dissolva na água o sal e o fermento de padeiro. Junte a farinha, amasse tudo e bata bem a massa. Faça com ela uma bola, polvilhe-a com farinha, cubra-a com um pano e deixe-a levedar em local aquecido.

27 de outubro de 2013

Cozido à Portuguesa

Yum
Gosto imenso de  Cozido à Portuguesa   mas nunca tinha feito.
Decidi aproveitar o facto de querer juntar a família, e fazer um prato que faz as delícias de todos cá em casa.
É um prato relativamente fácil de fazer, mas moroso e que precisa da nossa atenção, senão corremos o risco de deixar alguma coisa cozer demasiado, ou ficar com falta ou excesso de tempero.
Foi assim uma manhã que começou bem cedo, mas que se revelou muito proveitosa; reuní a família à minha mesa, em amena cavaqueira, com uma refeição bem portuguesa e deliciosa e que sabe tão bem nestes dias mais frescos, e que foi elogiada por todos - espero que não só por simpatia :)




Ingredientes (12 pessoas):
600g Osso Buco
500g Lombo Porco
500g de Entremeada de Porco
500g de Entrecosto de Porco
1/2 Galinha
1 Chispe de Porco do Pé ou da mão (~800g)
1 Orelha de Porco (~500g)
1 Chouriço de Carne
1 Chouriço de Sangue
1 Morcela da Beira Litoral
1 Farinheira da Beira Litoral
1 Couve Lombarda grande
1 Couve Portuguesa grande
3 Cabeça de Nabos (sem rama)
6 Cenouras
6 Batatas
Hortelã (1 mão de folhas)
1 chávena de chá de Arroz Vaporizado
200g de Feijão Branco
Sal grosso q.b.

Preparação:

No dia anterior
Tempere as carnes (menos os enchidos) com sal grosso, no dia anterior ao da cozedura.
Coloque o feijão num alguidar com bastante água, também no dia anterior ao da cozedura.

No dia
Coloque as carnes, excepto o frango e os enchidos, numa panela grande com água suficiente para as cobrir e junte a hortelã e mais um pouco de sal. Deixe cozer até verificar que estão cozidas, o que deverá acontecer em diferentes momentos. Retire-as à medida que ficarem prontas e reserve num recipiente tapado, e em local aquecido (eu coloquei dentro do forno com o forno ligado na temperatura mínima possível).
Na mesma água coza o frango. Quando estiver cozido junte às  outras carnes.
Entretanto prepare os legumes: Descasque os nabos, as cenouras e as batatas, e corte-as em quartos. Parte a couve lombarda em quatro pedaços, retire o talo central, e separe as folhas. Separe a couve portuguesa em folhas e retire o talo central. Lave muito bem todos os legumes.
Depois de todas as carnes cozidas rectifique o nível de água e os temperos e aproveite o caldo para cozer os enchidos separadamente. Retire-os e reserve também.
Retire duas chávenas de chá da água das várias cozeduras para um tacho pequeno, deixe levantar fervura e adicione o arroz. Deixe cozer, apague o lume e reserve.
Noutro tacho coloque também água das várias cozeduras e coloque o feijão a cozer. Depois de levantar fervura mantenha o lume em chama média, e vá verificando o nível de cozedura do feijão. Deve levar cerca de 20 a 30 minutos.
No tacho grande e na mesma água, introduza as couves e a cenoura e deixe ferver por uns 10/15 minutos. Rectifique o nível de água e os temperos se necessário. Adicione então as batatas e os nabos. Vá verificando a textura, para não os deixar cozer demasiado, evitando que se desfaçam.
Corte as carnes e os enchidos em pedaços pequenos e coloque numa travessa de servir. Noutra coloque os legumes, o feijão e o arroz.


Nota: este é um prato, que por ter bastante variedade de carnes e vegetais, normalmente acabe sempre por ter sobras.
Aproveite o caldo das várias cozeduras, e faça uma maravilhosa sopa. Leve o caldo a ferver, e depois junte os vegetais que sobraram cortados aos cubos, no caso das batatas, cenouras e nabo, e em juliana fina no caso das couves. Junte uns bagos de massa cotovelos, e deixe a massa cozer.
Acompanhe com as sobras de carne.

                                             É uma verdadeira delícia.


21 de outubro de 2013

An apple a day keeps the doctor away!

Yum
Hoje celebra-se o dia da Maça.


                         
                   A maçã é um dos frutos de árvore mais cultivados, e o mais conhecido dos muitos membros do género Malus que são usados ​​pelos seres humanos.
As maçãs crescem em pequenas árvores que florescem na Primavera e produzem fruto no Outono.
Fruto arredondado de polpa branca, exibe casca vermelha, amarela ou verde. Apresenta um sabor moderadamente doce, refrescante e textura ácida em maior ou menor grau dependendo da variedade. 
O consumo regular deste fruto é excelente para prevenir e manter a taxa de colesterol em níveis aceitáveis efeito este que é devido ao alto teor de pectina, encontrada na casca. Também auxilia no processo de emagrecimento, pois a pectina dificulta a absorção das gorduras, da glicose e elimina o colesterol. O alto teor de potássio contido na polpa da maçã libera o sódio excedente, eliminando o excesso de água retida no corpo. 
A sua casca seca pode ser usada em chá para purificar o sangue e como diurético.

Dica: Quando cortar este fruto, de modo a evitar a sua oxidação e, consequentemente, o  seu escurecimento, coloque as fatias numa tigela com água fria e sumo de limão. A Maçã cortada não utilizada, pode ser armazenada no congelador em sacos próprios para congelação.

Lembre-se: preferencialmente coma a maçã com casca pois é nela que estão a maior parte das vitaminas e dos sais minerais deste fruto maravilhoso!


Sugestão para a sua dose diária de maçã :)

                         e lembre-se                                   
                             An apple a day keeps the doctor away!

 
Fontes: 
www.nestle.pt
wikipedia

20 de outubro de 2013

Arroz Doce com Morango

Yum
Um primo meu diz que festa não é festa se não tiver arroz doce....
              Apesar de não ter estado presente fisicamente, achei que devia seguir a "tradição" e fazer arroz doce para o convívio familiar :)

Mantive umas tacinhas tradicionais para os mais puristas, e para os mais destemidos acrescentei um pouco de doce de morango... uma delícia ao quadrado!




Ingredientes para o arroz(12 doses):
250g de Arroz
1l de Leite
2 cascas de Limão (sem parte branca)
1 pau de canela
350g de açúcar
6 Gemas
1 pitada de Sal
Canela em Pó q.b.
Framboesas q.b. para decoração (opcional)
Ingredientes para o doce de morango:
500g de Morangos
250g de Açucar branco refinado
1 c. sopa de Vinho do Porto

Preparação do arroz:
Num tacho, leve ao lume a cozer o arroz em bastante água temperada de sal. Quando cozido, escorra-o e adicione-lhe o leite. Leve a ferver mais 5 minutos. Junte depois a casca de limão e o açúcar, deixe ferver 15 minutos e retire. Bata as gemas, misture-lhes um pouco do caldo do arroz e junte-as em fio ao arroz, mexendo sempre. Leve de novo ao lume só para aquecer, sem ferver, e retire.
Distribua o arroz por tacinhas ou numa só travessa, deixe arrefecer e sirva polvilhado de canela, ou acompanhado com umas colheres de doce de morango. Corte as framboesas ao meio e coloque em cima do doce de morango.
Preparação do doce de morango:
Arranje os morangos: coloque-os num passador de rede e lave-os abundantemente. Retire o pé e corte-os em pedaços. Coloque-os num tacho, junte o açúcar e o Vinho do Porto, e leve ao lume. Mantenha o tacho destapado e numa chama baixa e deixe cozinhar até a maioria dos morangos estarem desfeitos e o molho ligeiramente espesso. Coloque o doce num frasco esterilizado e deixe arrefecer antes de servir.

16 de outubro de 2013

Pão de Ervas Finas / Fine Herbs Bread - World Bread Day #8

Yum
Hoje celebra-se o Dia Mundial da Alimentação, e paralelamente tem lugar o evento World Bread Day, este ano na 8ª edição. Este é um evento onde gosto particularmente de participar, e decidi trazer um pão que é simplesmente delicioso para aqueles lanches ajantarados e preguiçosos nos domingos frescos de Outono ...



Ingredientes (pão 750g):
350g de Água morna
400g de Farinha de Trigo T65
100g de Farinha de Trigo Integral T150
1 c. chá de Sal
5g de Fermento de Padeiro Seco ou 15g de Fermento Fresco
3/4 chávena de chá de Mistura de Ervas Finas a gosto (ex. alecrim, tomilho, coentros, salsa,  ....)
1/2 Cebola Roxa, descascada e cortada às rodelas
Azeite q.b.

Preparação:
Numa taça ou tigela grande - o ideal é mesmo um alguidar de barro -  coloque as farinhas peneiradas em forma de "vulcão" e o sal. Abra um buraco no meio  do "vulcão"e verta a água morna onde já dissolveu o fermento. Amasse muito bem até a massa se despegar das paredes da tigela. Cubra a massa com um pano, salpique com um pouco de farinha, e deixe levedar à temperatura ambiente, resguardado de correntes de ar, durante cerca de 2 horas. 
Findo este tempo, retire a massa para uma base enfarinhada, junte as ervas - mas reserve algumas para decorar- e trabalhe de novo a massa, amassando-a durante uns minutos. Dê a forma desejada ao pão, e coloque-o num tabuleiro de forno, enfarinhado, e deixe levedar de novo, tapado, durante 1 hora.

Pré-aqueça o forno a 250ºC. Leve o pão ao forno cerca 20 minutos a uma temperatura alta, e depois reduza um pouco e deixe acabar de cozer. Para verificar se o pão está cozido, dê umas "pancadinhas" no fundo e se o som sair oco o pão está pronto.
Entretanto numa taça junte as ervas que reservou e junte as rodelas de cebola separadas umas das outras, e regue com um fio de azeite. Quando o pão estiver quase pronto pincele o topo com um pouco de azeite e espalhe por cima as ervas e a cebola, salpique com umas pedrinhas de sal, e deixe mais uns 5 minutos no forno.
Retire do forno e deixe arrefecer numa rede.


14 de outubro de 2013

Tarte de Maçã com Gelado de Baunilha

Yum

O Outono cheira a maçã ....  maçã e canela ...

       Uma perfumada tarte para um aconchegante almoço de família!


Ingredientes:
200g + 200g (2 placas) de massa folhada congelada*
2 Maçãs Reineta
Sumo de 1 Limão
200g de açúcar
2 c. de sopa de Amido de Milho (Farinha Maizena)
3 Ovos
200ml de Leite
2 paus de Canela
1 casca de Limão
* se preferir, e para poupar algum trabalho, use massa folhada que já vem estendida e pronta a colocar nas tarteiras.

Preparação:
Com alguma antecedência coloque a massa folhada a descongelar no frigorífico.
Salpique de farinha a bancada de trabalho e estenda a massa folhada de modo a forrar uma tarteira de Ø22cm.
Num tacho deite o açúcar e o amido de milho. Junte os ovos e mexa muito bem. Adicione o leite em fio e volte a mexer muito bem. Junte os paus de canela e a casca de limão e leve ao lume, mexendo sempre, até engrossar. Retirar os paus de canela e a casca de limão, e deixe amornar. Espalhe o creme por cima da massa folhada.
Descasque as maçãs e corte aos gomos e regue com o sumo de limão, para que não escureçam. Distribua os gomos das maçãs por cima do creme.
Salpique novamente a bancada de trabalho e estenda a outra placa de massa. Corte-a em tiras e disponha-as em trança por cima das maçãs. Corte o excesso das tiras e remate os bordos da massa para dentro.
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 30 minutos ou até estar douradinha.
Retire do forno e deixe arrefecer.
Polvilhe de canela e sirva com uma deliciosa bola de gelado de baunilha.


Receita adaptada de MyRestaurant

3 de outubro de 2013

Biscoitos secos de Amêndoa

Yum
Já perdi a conta às vezes que fiz estes biscoitos sem conseguir sequer fazer uma foto, tal é a rapidez com que desaparecem!
São sem dúvida os biscoitos eleitos como acompanhantes do café à hora do almoço nos fins-de-semana.
Os meus pimpolhos, esses, vêm de mão cheia quando vão ao frasco onde os guardo.... o que vale é que a mão é pequenina!          
                          
                            São uma verdadeira delícia.



Ingredientes (cerca de 45 unidades de 16/18g):
300g de Farinha de trigo T55
100g de Amêndoa pelada
150g de Margarina 
130g de Açúcar branco
1 Ovo
~45 Amêndoas peladas

Preparação:
Triture finamente 100g de amêndoa, até ficar quase farinha. Junte à amêndoa a farinha, o açúcar, a manteiga e a gema de ovo e misture com as mãos até ficar uma massa lisa e bem ligada. 
Corte pedaços da massa com cerca de 16g e em cada um coloque 1 amêndoa inteira. Com a ajuda de uma faca molde os biscoitos em forma de rectângulos. 
Coloque os biscoitos num tabuleiro com papel vegetal ou com tapete de silicone e pincele-os com a clara do ovo ligeiramente batida.
Leve os biscoitos ao forno pré aquecido a 200ºC cerca de 20 minutos, ou até começarem a ficar com um tom dourado.


A receita original é do blogue Cook Addiction, à qual eu fiz algumas (ligeiras) alterações.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...