28 de julho de 2011

Fettuccine Alla Carbonara com frango

Yum
Eu adoro massas.
Acho que até hoje ainda não provei nenhuma receita de massa que não tivesse gostado.
Um dia gostava de me aventurar a fazer massa fresca...mas acho que agora ainda é cedo... mas está cá o "bichinho".
Deve ser absolutamente delicioso saborear massa acabadinha de fazer!!...

Mas enquanto esse desejo não é cumprido vou fazendo as minhas tão adoradas receitas com massa seca.

Espero que gostem desta sugestão. Eu gostei bastante! Adorei o sabor dos pinhões!!



Ingredientes:
4 peitos de frango sem pele nem osso
2 c. sopa de manteiga (30g)
sal e pimenta q.b.
1/2 chávena de pinhões (1,2dl)
100g de bacon aos quadradinhos
~300g de Fettuccine
4 ovos
50g de queijo parmesão ralado
1/2 chávena de natas (1,2dl)
salsa picada (~4 c. sopa)
3 dentes de alho muito picadinhos ou espremidos

Preparação:
Comece por cortar os peitos em tirinhas e tempere de sal e pimenta.
Numa caçarola grande e de fundo grosso, derreta as 2 c. sopa de manteiga e depois junte o frango e deixe saltear, mexendo, em lume forte, até que se tornem opacas. Retire-as e conserve quente.
Na mesma caçarola, e aproveitando o molho que ficou, deite o bacon e salteie-o até ficar dourado. Retire e reserve também.
Escorra a gordura que ficou na caçarola, coloque os pinhões e deixe tostar ligeiramente. Reserve.
Entretanto, ferva água para a massa, leve-a a cozer e depois escorra.
Enquanto a massa coze, misture os ovos, o queijo ralado, as natas, a salsa e o alho e bata para ficarem bem ligados.
Para servir, coloque um pouco de massa no centro do prato, coloque uma porção de frango e bacon por cima. Regue com o molho de ovos, a gosto, e salpique com os pinhões.

E bon appetit!

Fonte: Receita inspirada na receita Massa alla carbonara com frango de Jantares em 30 minutos.

20 de julho de 2011

Falso Risotto?

Yum
Até há pouco tempo estava convencida que Risotto era só um nome finório que os grandes chefs ou pseudo-chefs davam aos pratos de arroz.... depois descobri que não podia estar mais enganada!
pois é.... santa ignorância; posso dizer que tenho aprendido muito desde que criei o blog, porque estou cada vez mais desperta a todas as técnicas, ingredientes e preceitos, e estou a adorar cada novo degrau que subo; e como nunca é tarde para aprender, tenho dedicado algum tempo a tentar perceber o élan à volta deste prato;  já percebi que é um prato que envolve tempo e dedicação, alguma técnica e acima de tudo, a chave é o ingrediente base... o arroz arbóreo; pois é... o ingrediente principal foi outra surpresa, porque desconhecia de todo a existência de um arroz arbóreo... ok...conhecia o carolino e o agulha, o basmati, o selvagem, algumas variedades de maior qualidade que outras ... mas o arbóreo é que não...
E à medida que ia sabendo mais, maior se tornava a curiosidade e a vontade de experimentar fazer e comer!
O pior veio a seguir.... não encontrei arroz arbóreo na minha zona por lado nenhum... i-na-cre-di-tá-vel... 
pois...
mas como não sou de baixar os braços, e queria MUITO experimentar fazer um risotto, acabei por fazer usando arroz carolino de qualidade.
Como é óbvio não posso dizer qual é a diferença para o arroz arbóreo, mas acabei por gostar bastante do resultado que obtive. Com certeza o sabor será todo outro, assim como o aveludado do arroz, ...o que me deixa ainda com mais vontade de experimentar com o arroz correcto - que ficará certamente para breve.
No entretanto não quis deixar de vos trazer esta sugestão, que se já ficou bem saborosa com arroz carolino, certamente vos agradará ainda mais feito com o TAL.
Espero que gostem!

Risotto com lulas e manteiga de alho



Ingredientes:
1 kg de lulas limpas e lavadas
~150g de manteiga
1 c. sopa de azeite
1 cebola pequena finamente picada
280g de arroz arboreo
~1,25Lt de caldo de peixe ou de galinha a ferver
sal e pimenta q.b.
3 dentes de alho esmagados
~85g de queijo parmesão ralado
2 c. sopa de salsa fresca finamente picada

Preparação:
Corte as lulas ao meio, no sentido do comprimento e faça incisões horizontais e verticais com uma faca bem afiada. Seque-as bem.
Num tacho, em lume médio, derreta cerca de 30g de manteiga (2 c. sopa) com 2 colheres de sopa de azeite. Refogue a cebola, mexendo, até ficar tenra e alourada. Junte o arroz e mexa até que os grãos fiquem translúcidos. Vá juntando o caldo (uma concha de cada vez). Sempre a mexer, junte mais líquido assim que o arroz tiver absorvido o anterior. Deixe cozer até ter gasto todo o líquido e o arroz estar bem cremoso (esta operação demora no mínimo 30 minutos). Tempere de sal e pimenta.
Quando o risotto estiver quase cozido, derreta a restante manteiga numa caçarola e junte o alho. Refogue em lume brando até ficar tenro. Levante o lume, junte as lulas e salteie, não mais de 2/3 minutos para que não fiquem rijas. Retire-as da caçarola escorrendo-as e reservando a manteiga de alho.
Retire o risotto do lume, junte um pouco de manteiga (pouca) e o queijo ralado, e envolva.
Distribua o risotto pelos pratos (aquecidos de preferência) e coloque as lulas por cima.
Regue com um pouco da manteiga de alho e sirva de imediato, polvilhado com a salsa.

Fonte: Peixes e Mariscos - Parragon Books Ltd

14 de julho de 2011

Fricassé de coelho

Yum
Já comecei a escrever este post cerca de 3 vezes, mas as palavras não fluem, as frases não fazem sentido...
Por isso, e porque às vezes o silêncio é preciso e precioso, deixo-vos somente uma sugestão que agradou cá em casa.



Ingredientes (6 pessoas):
1 coelho grande (partido em pedaços)
1/4 chávena de farinha
2 gemas
1 limão
100ml de natas
1 chávena (240ml) de caldo de galinha*
2 c.sopa de margarina
2 c.sopa de azeite
sal e pimenta q.b.
salsa picada para polvilhar

Preparação:
Tempere os pedaços de coelho de sal e pimenta, e depois passe-os por farinha, sacudindo o excesso. Num tacho derreta a margarina com o azeite e coloque os pedaços de coelho a alourar, em lume brando.
Quando estiver loirinho regue-o com o caldo de galinha e quando levantar fervura, baixe o lume e deixe cozinhar durante pelo menos 40 minutos.
Entretanto, dilua as gemas nas natas e junte o sumo do limão.
Sirva o coelho com o molho e polvilhe com a salsa.

Fonte: Embalagem de caldo de galinha Cigalou

* Coloque água ao lume e quando estiver a ferver junte 1 cubo de concentrado de galinha e deixe-o dissolver.

11 de julho de 2011

Filetes de pescada com esparregado de feijão verde

Yum
Na minha incessante procura por receitas novas, acabei por ficar "presa" nesta que encontrei da Gasparzinha.
Assim que vi esparregado de feijão verde, fiquei curiosíssima e cheia de vontade de experimentar.
E se assim pensei, assim o fiz, e ainda bem. Ficou óptimo. Adorei à primeira garfada!
Coloquei na receita o meu toque pessoal, mas a ideia base está aqui. 
Uma boa e apetitosa maneira de consumir o maravilhoso feijão verde que a horta do meu pai tem em franca produção. 
Recomendo vivamente.



Ingredientes:
600g de feijão verde fresco
4 dentes de alho
2 c. sopa de azeite
20ml de leite
1 colher sopa de farinha maizena
Sal e pimenta q.b.

4 filetes de pescada grandes (ou 8 pequenos/médios)
30g de margarina
Sal
limão
farinha de trigo q.b.

Preparação:
Comece por temperar os filetes com sal (e pimenta se desejar) e limão e deixe marinar enquanto prepara o esparregado.
Prepare o feijão verde retirando as extremidades e o fio. Lave bem. Coloque ao lume um tacho com água suficiente para cozer o feijão e temperada de sal, e quando esta estiver a ferver junte o feijão e deixe cozer.  Deve ficar bem macio, mas verde. Depois escorra e passe por água fria.  Migue o feijão em pedaços pequenos. (Se preferir corte em pedaços pequenos o feijão antes de o colocar a cozer. Eu prefiro cozer inteiro.)
Descasque e pique os dentes de alho e leve-os ao lume num tacho com o azeite. Deixe refogar um pouco sem ganhar cor.
Junte o feijão verde cozido e misture tudo muito bem. Numa taça coloque o farinha maizena e pouco a pouco junte o leite para que não ganhe grumos, e junte ao feijão verde. Tempere com sal e pimenta, triture com a varinha mágica, deixe engrossar um pouco e reserve.

Seque cuidadosamente os filetes com um pano ou papel de cozinha e de seguida passe-os por farinha, tendo o cuidado de sacudir o excesso.
Leve ao lume uma frigideira com a margarina. Deixe aquecer, introduza os filetes e deixe alourar de ambos os lados. Quando estiverem cozinhados retire-os.
Numa tábua de cozinha coloque um filete e parta-o ao meio. Numa das metades coloque uma quantidade de esparregado e depois coloque a outra metade por cima. Repita para os restantes filetes.

Sugestão: Servi acompanhado com o restante esparregado e cenoura ralada.

6 de julho de 2011

Soufflé de atum

Yum
Facto: Sou teimosa.
Dado: Soufflés são o meu calcanhar de Aquiles.


Vai daí que sempre que posso faço Soufflés. Já aqui tinha referido que não tenho sorte com receitas de soufflés, mas que por sorte (ou azar) são um dos pratos que aprecio bastante.


O resultado desta vez foi francamente mais satisfatório, por isso acho que vou no bom caminho!


Esta receita é muito boa (se bem que o Soufflé de pampo continua no meu top), e só tenho um pequeno reparo a fazer: talvez não colocar toda a quantidade de batata palha, isto porque, na minha opinião, ficou um bocadinho "maçudo", e eu gosto deles um pouco mais leves e fofos. Mas é muito saboroso!




Ingredientes (6 pessoas):
8 ovos
50g de margarina
1 cebola grande
3 dentes de alho
100g de farinha
800ml de leite
3 latas de atum
150g de batata palha
salsa q.b.
pão ralado para polvilhar

Preparação:
Coza dois dos ovos e depois coloque-os em água fria para arrefecerem. Leve ao lume um tacho com a margarina, deixe derreter, junte a cebola e os dentes de alho picados e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando, até a cebola estar translúcida.
Polvilhe depois com a farinha mexendo sempre. Adicione o leite em fio e mexa bem com uma colher de pau ou de preferência com uma vara de arames, e deixe engrossar.
Retire do lume, junte o atum escorrido e desfiado, os dois ovos cozidos picados, as 6 gemas e a batata palha e mexa muito bem. Rectifique os temperos, polvilhe com a salsa picada e deixe arrefecer um pouco.
Bata as 6 claras em castelo bem firme e envolva-as delicadamente na mistura de atum.
Deite num pirex, previamente untada com um pouco de margarina, e polvilhe de pão ralado.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 40 minutos.
Ao fim deste tempo, retire do forno e sirva de imediato.

Fonte: Revista TeleCulinária Gold n.º 70
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...